Remédios em momentos de crise de personalidade

por Angelina Kelly ITEC, MIRIL, BFRP, MCThA

O Dr. Bach acreditava que viemos à Terra com uma personalidade que nos serve durante nossa estadia nessa vida. Supostamente, ela nos providencia tudo o que necessitamos para essa viagem.

Porém, o que sucede quando a vida desafia rotundamente nossa personalidade? Dizem que nos é dado apenas aquilo com que podemos realmente lidar, mas e se a gente sentir que os desafios que nos são dados ultrapassam aquilo com que realmente conseguimos lidar?

Os terapeutas podem sentir nesse tipo de situação bastante desfiados. Muitos de nós fomos formados para acreditar que tudo ocorre por uma razão específica, que somos donos de nosso destino, maestros em nossa sinfonia e que a vida está sob nosso controle.

Mas, e se nos colocarmos nas mãos de outra pessoa for a melhor forma de lidar com uma determinada situação? Como podemos entregar-nos a outros, até mesmo a Deus e aceitar que essa seja a melhor forma de resolver uma situação?

Tome como exemplo uma pessoa submissa e branda que se desdobra em diligências para ajudar os outros mas que jamais põe seus próprios interesses na frente e não vê suas necessidades preenchidas.

Um dia ela descobre que sofre de uma doença terrível e que necessita se submeter a um tratamento muito agressivo que a fará ficar muito doente, fraca e desamparado. As decisões sobre seu tratamento preferencial estão sendo levadas a cabo por médicos que nem sequer a conhecem.

Ela pode sentir que, para se sentir escutada e tomada em consideração tem que se tornar alguém muito diferente daquilo que ela é: uma pessoa de ideias fortes, teimosa, arrogante e pouco cooperativa.

Isso não faz parte de sua personalidade, porém ela deve fazê-lo pelo bem de sua família e de sua própria sobrevivência. Ela precisa ir contra tudo o que lhe foi ensinado, tudo aquilo em que ela acredita, ela precisa lutar para ser ouvida e  tem que tocar sua vida em frente todos os dias, independentemente de quanto isso custe e de quão terrível ela se sinta.

Ao utilizar os remédios florais, e apesar de os princípios de seleção se manterem os mesmos - nesse caso tratamos aquilo que está aqui, agora mesmo - e apesar de o remédio tipo dessa pessoa gentil ser Centaury ou Mimulus, onde ela se posiciona agora é o essencial.

Além de Star of Bethlehem para o choque (tanto passado como presente) que ela pode estar sentindo; e Walnut para ajudar a se adaptar às mudanças; ela pode necessitar Vervain ou Rock Water ou Vine para ajudar a suavizar sua personalidade atual (apesar de aparente).

Assim, quando você se encontrar numa situação que o ultrapassa, quando parece não haver saída nem ninguém com quem contar, os florais podem prestar algum alívio.

Eles não resolverão seus problemas, eles não farão com que dificuldades desapareçam como por magia, porém, os remédios florais o apoiarão e reconfortarão enquanto você se encarrega de fazer o que seja necessário para corrigir a situação. Eles ajudam a restabelecer uma postura calma, relaxada e construtiva para que você possa assim fazer as escolhas acertadas e estar plenamente presente para resolver a situação.

Todo mundo tem necessidades diferentes e reage de modo diferente às situações que a vida coloca no se caminho; por isso, os remédios são escolhidos em consonância com as características pessoais de cada um. Quando se escolhe uma mistura de remédios, ela funciona apenas na pessoa para a qual foi selecionada e em mais ninguém. A mistura não é transferível e não pode ser dada a mais ninguém, nem mesmo a alguém na mesma situação, pois a forma como essa pessoa vive a situação é inevitavelmente diferente, pois tem sempre algo de único em cada pessoa.

Quando nossas personalidades estão em crise os remédios florais providenciam a força e o apoio necessário para o ajudar a lidar com a situação. Após ter aprendido da experiência e ter ganho um pouco mais de sabedoria, os florais lhe ajudarão a amadurecer a sua personalidade para que siga seu caminho e sua vida.

Você pode contactar a Angelina através da lista do BFRPs Irlandeses do Registro Internacional do Bach Centre


«Tratamos a pessoa, não a doença.»
Judy Ramsell Howard, Remédios Florais Do Dr. Bach Passo a Passo